Sete cuidados com a limpeza de válvulas hidráulicas

1 Montar e desmontar os componentes longe de locais com geração de impurezas e pó;

2 Usar ar comprimido filtrado e seco para limpar conexões, mangueiras e demais componentes;

3 Verificar o raio de curvatura recomendado para as mangueiras, antes e depois de montá-las;

4 Utilizar unidade de filtragem para transferência de óleo;

5 Não torcer as mangueiras na instalação, evitando seu enfraquecimento;

6 Proteger as mangueiras contra contato com outros componentes da máquina;

7 Fixar convenientemente o comando para evitar distorção em seu corpo.

Principais falhas:

Falta de função: Se o vazamento interno do êmbolo estiver permitindo fuga de óleo devido ao desgaste, a pressão do sistema cairá, pois parte do óleo que deveria estar realizando a função está sendo desviado internamente;

Ruído excessivo: Pistão ou assento da válvula de segurança ou reguladora, desgastado ou com ajuste incorreto;

Movimento não contínuo: Ar no circuito hidráulico;

Dificuldade em movimentar o dispositivo de acionamento: Instalação incorreta do carretel, causando dificuldade na movimentação, sujeira na articulação da alavanca, desgaste excessivo ou óleo contaminado;

Falta de pressão de carga: Colapso da válvula de retenção de carga ou válvula de alívio (válvula permitindo vazamento);

Vazão incorreta: Erro no ajuste da válvula de controle de fluxo, válvula comprometida ou viscosidade incorreta do óleo hidráulico ;

Vazamento externo: Vedação desgastada ou danificada;

Corte de energia (para comandos ativados por solenóide): Cabo elétrico danificado.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *